Casa nova

A transição foi lenta, gradual e segura. Durante um ano, postei nesse blog os textos publicados no site novo, mairakubik.com

Agora, me despeço do Viva Mulher. Foi muito bom enquanto durou. Debates intensos, milhares de visitantes e comentários. Agora seguimos em uma nova casa, mais moderna.

Obrigada a todxs que participaram deste espaço!



Escrito por Maíra Kubík Mano às 09h24
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Obrigada, Madonna, por deixar esse mundo menos careta

Pois é. O tal show da Madonna. Em pleno Stade de France, aquele mesmo onde o Brasil perdeu a final da Copa do Mundo em 1998, a cantora projetou a imagem da ultra-direitista Marine Le Pen com uma suástica na testa. Um chute no estômago com um quê de Tarantino.

“Nós entendemos como cantoras velhas precisam ir a tais extremos para fazer com que as pessoas falem sobre elas”, havia dito Le Pen quando Madonna fez a mesma coisa, um pouco antes, em Israel.

Não, ma chère, não é isso. Você é apenas a bola da vez. O assunto do momento.

Agradeço a Madonna por mostrar em um telão o que todos já sabiam: que a terceira pessoa mais votada para a Presidência da França é uma nazi-fascista. Na contemporaneidade, espero que marcas virtuais possam ser tão indeléveis quanto aquelas feitas pelos bastardos inglórios.

Mas também lhe sou grata por muitos, muitos outros momentos.

Obrigada, Madonna, por se vestir de noiva e cantar “Like a Virgin” em cima de um bolo de casamento, causando a ira dos cristãos. Pobrezinhos, achavam que você estava acabando com os “valores da família”.

Obrigada, Madonna, por ter desejos sexuais por um santo negro em “Like a Prayer” e colocar de cabeça para baixo o que há de sacro na Igreja.

Obrigada, Madonna, por simular masturbação no palco durante uma de suas turnês.

“Eu sei que eu não sou a melhor cantora e sei que não sou a melhor dançarina. Mas, porra, eu posso criar bordões e ser tão provocante quanto eu quiser. O objetivo da turnê é de quebrar tabus inúteis”, disse ela certa vez.

Obrigada, Madonna, por falar palavrões na TV e beijar outras mulheres na boca.

Obrigada, Madonna, por deixar esse mundo um pouco menos careta.



Escrito por Maíra Kubík Mano às 14h58
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]


[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]



 

 

Maíra Kubík Mano é jornalista e professora do Bacharelado em Gênero e Diversidade da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Doutoranda em Ciências Sociais na Unicamp. Foi editora do jornal Le Monde Diplomatique Brasil e editora-assistente da revista História Viva, além de trabalhar como freelancer para vários veículos de comunicação. Tem pós graduação em Gênero e Comunicação no Instituto Internacional de Periodismo José Martí, em Havana, Cuba. Visite meu site: www.mairakubik.com

 

Viva Mulher faz parte
da UOL Blogosfera

Histórico

 

Agora no Twitter...

Twitter Updates

    me siga no Twitter
     
    Outros sites
      Blog do Sakamoto
      Blog do IZB
      Brejeirices (Mariana Pires)
      O caderno de Saramago
      Canto de Olhares (Maíra Soares)
      Contrabandistas de Peluche (Ana Rüsche)
      Controvérsia
      Eternal Child (Pedro Leão)
      Guerre ou paix
      João Wainer
      Moda pra Ler
      Na Terra dos Vikings
      Politika etc.
      Pé na África
      Remídia
      Se vira nos (Quase) 30
      O Blog Terribili
    Votação
      Dê uma nota para meu blog